Rua Helena, 170 - conj. 23/ 24 - Vila Olímpia - 04552-050 - São Paulo - SP
(11) 5081-5351 ou (11) 5081-7951

Abetre e Ministério Público debatem implantação de plataforma de controle de resíduos e efluentes nos estados brasileiros

Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes

Created with Sketch.

Ferramenta cumpre as obrigações da Política Nacional de Resíduos Sólidos e das políticas estaduais com relação às informações que devem ser declaradas pelas empresas geradoras no País.

A Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre) apresentou aos membros do Ministério Público do Meio Ambiente o Sistema MTR, plataforma digital de controle de movimentação de cargas, que monitora toda a cadeia de gerenciamento de resíduos e efluentes, desde a empresa que geradora, a companhia licenciada para o transporte até o local de tratamento e destino final.   

A apresentação da Abetre aconteceu durante o seminário “Ministério Público e a Gestão de Resíduos Sólidos e Logística Reversa”, promovido pela Associação Brasileira do Membros do Ministério Público do Meio Ambiente (Abrampa), realizado no dia 21 de setembro, na cidade de São Paulo.

Na ocasião, o diretor da Abetre, Diógenes Del Bel, ressaltou o papel fundamental da ferramenta no acompanhamento de todas as etapas da cadeia de gerenciamento resíduos sólidos nos estados, incluindo a geração, o armazenamento, o transporte e o tratamento e disposição final, mesmo quando a origem ou destino dos rejeitos for fora do estado em questão.

“Vale lembrar ainda que a utilização do Sistema MTR, que significa Manifesto de Transporte de Resíduos, cumpre as obrigações legais da Política Nacional de Resíduos Sólidos e das políticas estaduais com relação às informações que devem ser declaradas pelas empresas no País, como o Inventário de Resíduos Industriais e o Sistema Declaratório”, afirmou Del Bel.

Veja abaixo o vídeo explicativo do Sistema MTR, exibido no evento da Abrampa.