Rua Helena, 170 - conj. 23/ 24 - Vila Olímpia - 04552-050 - São Paulo - SP
(11) 5081-5351 ou (11) 5081-7951

Boa Hora recepciona Equipe Técnica pela Convenção de Estocolmo sobre Poluentes Orgânicos Persistentes-POPs

Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes

Created with Sketch.

A Boa Hora, Central de Tratamento de Resíduos Ltda., empresa especializada em prestação de serviço às áreas de Aterro Industrial, Incineração e Autoclavagem de resíduos, localizada em Mauá, SP, foi agraciada com um convite especial.

Segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

No dia 8 de fevereiro de 2012, teve a honra de recepcionar em suas instalações que ocupam uma área de 210.000 m2 a equipe técnica da Cetesb – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, em importante evento de treinamento formulado pela Convenção de Estocolmo sobre Poluentes Orgânicos Persistentes – POPs.

A importância da Convenção e suas ações.

O tratado internacional, adotado em 2001 entrou em vigor em 2004, visando à proteção da saúde humana e do meio ambiente contra os efeitos das substâncias químicas conhecidas como Poluentes Orgânicos Persistentes (POPs).

Estas substâncias apresentam ampla distribuição geográfica e permanecem nos ecossistemas por longos períodos, além de se acumularem no tecido adiposo dos seres vivos, podendo causar sérios riscos à saúde humana, animal e ao meio ambiente, o que torna necessário o banimento e/ou  eliminação /redução da produção, dos estoques de POPs e gestão adequada dos resíduos e das  áreas contaminadas.

Com o intuito de promover assistência técnica, por meio da capacitação e transferência de tecnologia, fortalecendo as capacidades técnicas, institucionais e legais destes países de modo a apoiá-los no cumprimento das obrigações emanadas pela Convenção, os Centros Regionais elaboraram o “Curso Internacional para Capacitación Intensiva en la Gestión Ambiental de los Contaminantes Orgánicos Persistentes-COPs”.

Apoiado financeiramente pela Japan International Cooperation Agency – JICA e Agencia Brasileira de Cooperação – ABC o curso acontecerá nos próximos cinco anos, para  trinta participantes de dez Países do GRULAC e para  quinze participantes de cinco Estados Brasileiros.

Esse primeiro treinamento teve inicio no dias 9 de janeiro  com finalização em 9 de fevereiro de 2012 e os países convidados são: Colômbia, Costa Rica, Cuba, Guatemala, Nicarágua, Panamá, Paraguai, República Dominicana e Venezuela e os Estados Brasileiros são: Amapá, Goiás, Pernambuco, Piauí e Tocantins.

Dividido em três Módulos Técnicos, contando com  aulas expositivas e práticas, o segundo módulo oferece subsídios para a gestão de POPs a  técnicos envolvidos diretamente na implementação da Convenção de Estocolmo no País de origem ou nos Estados brasileiros.

Treinamento em São Paulo

Em São Paulo, após serem recepcionados pela empresa, os 45 convidados (equipe da Cetesb e convidados) sentaram-se a mesa formada por: Eliane Peralta, diretora de recursos Humanos Boa Hora; Sérgio Casanova, gerente técnico da Boa Hora; Estefano Zampieri, diretor técnico da Zamfor; engenheira Maria Cristina Poli e o engenheiro Marcelo dos Anjos, da Cetesb.

Com a primeira palavra, Eliane Peralta apresentou a empresa e agradeceu a honra concedida. Em seguida, foram apresentados vídeos da empresa Boa Hora seguida do vídeo de apresentação técnica do processo de tratamento térmico dos resíduos apresentado por Casanova e vídeo técnico do Incinerador, apresentado por Zampieri, da Zamfor.

Além do privilégio de ser escolhida para receber a equipe técnica, a Boa Hora sentiu-se reconhecida, pois sua missão principal sempre foi e será preservar o meio ambiente. Para isso, recebeu, acompanhou e prestou apoio técnico aos visitantes que conheceram entre outros processos, o setor de Autoclavagem, laboratórios de controle de qualidade dos resíduos, estação de tratamento físico-química, sistema de depuração dos gases do incinerador e aterro industrial.

Após um almoço, a visita geral ao incinerador foi acompanhada pelos técnicos Casanova e Zampieri. A engenheira Maria Cristina, da Cetesb, agradeceu a recepção feita e explanou sobre o projeto e sua importância, pois, a Cetesb para a Convenção de Estocolmo esta entre as poucas organizações mundiais, que detêm meios e controles para treinar e regulamentar normas para tecnologias ambientais.

“O convite e a presença da Cetesb na Boa Hora, nos coloca em posição de destaque pelos nossos processos, técnicas e equipamentos de ponta para tratamento de resíduos e monitoramento dos processos”, comentou Casanova sobre a importância dessa visita para a empresa e para o ABC.

Fonte: Revista Meio Ambiente Industrial