Rua Helena, 170 - conj. 23/ 24 - Vila Olímpia - 04552-050 - São Paulo - SP
(11) 5081-5351 ou (11) 5081-7951

Abetre debate no Waste Expo soluções para gestão de resíduos e fim dos lixões

Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes

Created with Sketch.

“É preciso que as prefeituras tenham sustentabilidade financeira para manter os serviços de limpeza pública no País”, disse o presidente da entidade.

O presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre), Carlos Fernandes, apresentou, durante o Fórum Internacional Waste Expo 2017, realizado entre os dias 21  e 22 de novembro, em São Paulo, soluções para a gestão de resíduos e para o fim dos lixões no Brasil.

Em sua palestra, Fernandes destacou a necessidade de se criar sistemas de receita vinculada para a gestão de resíduos municipais. “É preciso que as prefeituras tenham sustentabilidade financeira para manter os serviços de limpeza pública no País”, disse.

Outra proposta apresentada pela Abetre foi a sistematização de contratos de adesão para a regionalização da gestão de resíduos. “Tratar os resíduos públicos de forma correta e individual só é viável financeiramente para municípios com mais de 300 mil habitantes, que compõem hoje apenas 20% do total de cidades brasileiras. Por isso, estados e União devem induzir, via incentivos, a adesão em programas regionais de gestão de resíduos”, explicou.

Fernandes foi mediador do painel “Soluções Inteligentes para a Gestão dos Resíduos Sólidos, Fechamento de Lixões e Recuperação de Áreas Degradadas”, que contou com as presenças de Flávio de Miranda Ribeiro, da Cetesb, José Fernando Jucá, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e de Gilson Mansur, especialista em tratamento mecânico biológico para valorização de resíduos.