Rua Helena, 170 - conj. 23/ 24 - Vila Olímpia - 04552-050 - São Paulo - SP
(11) 5081-5351 ou (11) 5081-7951

Atuação da ONU deve acelerar implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos no Brasil

Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes

Created with Sketch.

Expectativa é que as metas da PNRS sejam alcançadas no curto e médio prazo, sobretudo no caso da erradicação dos lixões no País.

O anúncio da implantação do primeiro escritório regional do Programa Cidades, do Pacto Global das Organizações das Nações Unidas (ONU), em São Paulo foi visto com bons olhos pelos empresários do setor de resíduos no Brasil.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre), Carlos Fernandes, o escritório da ONU no País será um importante estímulo para o avanço da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) em todo o território brasileiro. “Entre os grandes temas a serem tratados pela ONU, o setor de resíduos no Brasil terá particular atenção de especialistas e autoridades ligadas a este projeto”, comenta.

“A expectativa é que as metas da PNRS sejam alcançadas no curto e médio prazo, sobretudo no caso da erradicação dos lixões no País”, acrescenta Fernandes.

O escritório da ONU em São Paulo é parte de um acordo humanitário entre empresas, organizações da sociedade civil e demais instituições para o desenvolvimento sustentável das cidades ao redor do mundo.

O acordo coloca a Universidade de São Paulo (USP) como a representante do programa na América Latina, para coordenar as ações voltadas aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que devem ser alcançados até 2030 na região.

A nova estrutura será inaugurada em outubro, no prédio do Centro de Difusão Internacional (CDI), na Cidade Universitária da USP.