Rua Helena, 170 - conj. 23/ 24 - Vila Olímpia - 04552-050 - São Paulo - SP
(11) 5081-5351 ou (11) 5081-7951

Descarte incorreto do lixo contribui de forma negativa para alteração do clima, afirma especialista

Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes

Created with Sketch.

Ouça o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluente, Luiz Gonzaga

Brasil Rural

No AR em 30/01/2020 – 06:45
O Brasil Rural desta quinta-feira (30) conversou com Luiz Gonzaga, presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes, sobre as mudanças climáticas e a consequência do descarte incorreto de lixo.Ouça no player abaixo.

Ele afirmou que o problema do descarte incorreto está no ser humano. Segundo ele, há descuidos que contribuem de forma negativa para a alteração do clima.

O Brasil tem 5.570 municípios e 3.257 lixões, que atingem o subsolo e contaminam os leitos. Luiz lembrou que, nos últimos dez anos, há a tentativa de erradicá-los e criar aterros sanitários, dentro dos padrões de proteção ambiental.

 

“Hoje nós temos uma geração de 79 milhões de toneladas de lixo por ano no Brasil e apenas 42 vão para locais adequados”, disse.

 

Luiz afirmou ainda que é preciso avançar no cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

O Brasil Rural vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 5h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional AM Rio; sábado, às 5h, pela Rádio Nacional do Alto Solimões e, às 7h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional da Amazônia.